Começaram ontem as obras de ampliação e recuperação no Contorno de Jaú, entre os quilômetros 177,4 e 185,5, na rodovia Antônio Prado Galvão de Barros (SP-225). A via ganhará um quilômetro de novas marginais, sendo 500 metros de cada lado. Além disso, os 13 quilômetros de marginais já existentes serão recuperados e interligados a partir da implantação de 600 metros de alças de acesso.

O secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, participou da solenidade que marcou o início das dos serviços ontem e explicou a importância da obra. “Estamos interligando as marginais das três rodovias que se encontram no contorno. Isso é muito bom porque aquele motorista que não tiver outro município como seu destino não precisará entrar na rodovia; vai circular pelas marginais”.

A obra tem investimento de R$ 36 milhões, verba proveniente dos pedágios, e será realizada pela concessionária Centrovias, com fiscalização da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em até 12 meses.

A intervenção auxiliará o tráfego municipal e as viagens de longa distância, além de facilitar a fluidez viária e aumentar a segurança dos motoristas e pedestres que utilizam a rodovia. O trecho recebe, em média, 40 mil veículos por dia. Durante a obra serão gerados 350 empregos diretos e indiretos.

As obras não estavam inicialmente previstas no contrato da concessionária, mas serão realizadas devido importância para a segurança, fluidez viária e desenvolvimento da região. A ampliação da infraestrutura rodoviária ajudará a estabelecer um novo Distrito Industrial em Jaú.

O prefeito Rafael Agostini (PT) observou que é preciso “somar esforços” para que as condições de infraestrutura da cidade melhorem. Segundo ele, essas obras do contorno viário vão fazer com que toda a extensão da pista, onde estão os distritos industriais e grande número de empresas, tenha melhor condição de trafegabilidade. “Tem trechos que não estão interligados. Onde vai ser a Ambev, por exemplo, não tem interligação entre as duas pistas. A obra está prevendo, além da recuperação asfáltica, a integração da rodovia e os trechos urbanos”.

Fonte: http://www.setcesp.org.br/servicos-operacional/comecam-obras-do-contorno-de-jau/22486